5 mitos sobre o Veganismo

O veganismo é um estilo de vida, é a procura do ético, de uma forma de existir em que um amor real pela vida prevalece acima de tudo. É fácil esquecer que as roupas, a comida, cosméticos e tantos outros acessórios da vida moderna que advêm de alguma forma de sofrimento humano ou animal. Ser Vegan é ser um com a Natureza, com a Vida. É um posicionamento político, defender todas as formas de vida, independentemente das suas origens.

No entanto, para muitos de nós pode parecer uma dieta demasiado restrita. Podem até pensar que é perigosa para a saúde, ou até mesmo demasiado complexa para se aprender.

Mas nós estamos cá para vos mostrar que, na verdade, é muito mais simples do que parece, e pode ser o melhor que podemos fazer para a nossa saúde!

Por isso, esta semana queremos desmistificar os 5 mitos mais comuns do veganismo.

Onde é que está a proteína?

Em primeiro lugar, uma dieta saudável precisa tanto de nutrientes e vitaminas como de proteína. Quando ingerimos proteína animal, não absorvemos muito mais que isso. No entanto, são vários os vegetais que oferecem não só proteína, mas muitos mais nutrientes e vitaminas.

Para além disso, já experienciámos variadíssimos casos de carne infetada, para não falar de que a Organização Mundial de Saúde já declarou formalmente que as carnes vermelhas são carcinogénicas.

Na verdade, são já vários os médicos que curam pacientes a partir da dieta vegan. Eles não são contra a medicina ocidental, estão apenas cientes de que os alimentos que ingerimos podem ser o nosso melhor remédio. Os efeitos secundários do consumo de leguminosas incluem imensa energia, um coração forte e uma pele divina!

Estas são as nossas fontes preferidas de proteína:

Lentilhas

Feijões

Aveia

Quinoa

Grão

Onde está a B12 e o que é?

B12 é uma vitamina que apenas se encontra em produtos de origem animal. No entanto, é difícil de absorver, independentemente da dieta escolhida. Mas, uma vez que os vegans não consomem produtos animais, é necessário prestar alguma atenção extra.

Aconselhamos que todas as pessoas falem com o seu médico e façam as análises necessárias para perceberem se têm falta de B12. É uma vitamina que quando está em falta pode causar danos no sistema nervoso, nos ossos, e pode causar anemia. É especialmente perigoso para mulheres grávidas ou em período de amamentação.

Felizmente, existe uma forma muito simples para os vegans se certificarem que os seus níveis de B12 estão sempre bem, sem consumirem produtos animais: Suplementos de B12! Basta apenas pedirem ao vosso médico de família a dose mais adequada ao vosso corpo e estilo de vida.

Apesar de não oferecerem a mesma dosagem, e não serem absorvidos da mesma forma, existem leites vegetais fortificados, algas e levedura nutricional. É claro que recomendamos a toma destes alimentos deliciosos, mas o suplemento de B12 é a forma mais fácil de nos certificarmos que estamos saudáveis.

Onde está o cálcio?

Após anos e anos a beber leite para termos ossos fortes, como é que podemos viver sem ele? Bem, mais uma vez a Natureza está no lado vegan.

Legumes como brócolos e couve são ótimas fontes de cálcio. Ao contrário de produtos lacticínios que são ricos em cálcio, mas também em gorduras, os vegetais verdes escuros são ricos em cálcio e magnésio! Tahini e sementes de chia trituradas também são uma ótima opção, para obter cálcio e Ómega 3 que tanto o vosso coração como o vosso cérebro vão adorar!

Como podem ver, comer vegetais não vai apenas ajudar a salvar milhões de animais de vidas tortuosas. Vai também dar-nos mais nutrientes e vitaminas!

Onde está a força?

Quantas vezes é que não ouvimos que a força vem de um bife suculento? Demasiadas.

Algo que não ouvimos com tanta frequência é a quantidade de atletas que são de facto vegan. Pessoas que conseguirem ganhar músculo e treinar tanto quanto outras, cuja dieta ainda é a tradicional. Alguns exemplos são a surfista Tia Blanco, o jogador de Voleibol Dustin Watten, e a atleta Ruth Heidrich.

E aqui está menos uma desculpa para não nos rendermos ao veganismo!

Onde é que está o tempo?

Re-aprender a comer pode demorar o seu tempo. No entanto, vão perceber que cozinhar vegetais é mais rápido e mais fácil do que cozinhar carne. Para terem a certeza que têm todos os nutrientes e vitaminas, comprem as mais variadas cores de vegetais, frutas e sementes que conseguirem encontrar. Não é necessário aprender cozinha asiática do dia para a noite, ou comprar a pera abacate inflacionada, ou qualquer outro fruto tropical para ser vegan. Além disso, existem imensas receitas vegan fáceis que vamos partilhar com vocês!

Decidir ser vegan é decidir embarcar numa jornada muito pessoal. É um redescobrimento crítico do eu, do próprio corpo, dos nossos valores e do nosso verdadeiro poder.

Vão encontrar-se livres do sentimento letárgico associado às grandes refeições carnívoras. Ao contrário da carne, as plantas são mais fáceis de digerir, e por isso vão aumentar a vossa energia. E mais energia dar-vos-á o mais precioso presente: tempo.

Como tudo na vida, a mudança para o veganismo deve ser equilibrada. Não é necessário ser feita do dia para a noite, e o mundo não vai acabar se em algumas ocasiões sucumbirem à dieta tradicional. O mais importante é tomar responsabilidade pelas nossas vidas, certificarmo-nos de que agimos em conformidade com os nossos valores. Sermos críticos, não nos limitando a receber informação, envolvendo-nos com a comunidade. Estar abertos a outras perspetivas, porque os extremismos nunca nos fizeram bem. O amor, empatia, confiança, respeito e educação devem estar sempre presentes.

Nem todos os produtos vegan são éticos, cruelty-free e amigos do ambiente, mas isso não é uma desculpa para não agirmos. Existem marcas fantásticas por todo o mundo, só precisamos de sair da nossa zona de conforto e ir à procura. Para o melhor e para o pior, nós não estamos sozinhos e isolados de nós próprios e da Natureza. O que compramos tem um impacto tremendo em muitíssimas vidas.

Temos de ser mais do que consumidores cegos, e abraçar a magnitude de uma existência total. A simpatia deve ser plantada e a nossa consciência deve acordar. Esperar que outros construam a nossa utopia é uma ilusão mortífera.

Juntem-se a nós e ajam agora. É bem mais fácil do que parece, e a recompensa é o sabor incrível de amor puro e da liberdade que dele advém.

Tenham um dia incrível,

NAE

Did you like this blog post? Share it on your favorite social network and don't forget to follow us.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *